Evento discute desafios para eliminação da Sífilis Congênita

Evento discute desafios para eliminação da Sífilis Congênita

SPSP-Sociedade de Pediatria de São Paulo
Texto divulgado em 19/10/2016.

 
Desafios para eliminação da Sífilis Congênita foi o tema do Café da Manhã com o Professor que aconteceu em 15 de outubro último. O encontro foi realizado na sede da SPSP, em São Paulo, e organizado pela Diretoria de Cursos e Eventos, o Grupo Prevenção e Tratamento da Sífilis e Departamento de Infectologia da SPSP.

Este encontro é parte das atividades do Outubro Verde, mês que a SPSP instituiu como Campanha de Combate à Sífilis Congênita, junto com a Coordenação Estadual de DST/Aids de São Paulo, Sociedade Brasileira de Infectologia e a Sogesp – Associação de Obstetrícia e Ginecologia de São Paulo. A campanha visa ampliar o debate sobre o tema nos vários segmentos da sociedade e estimular ações que contribuam para o desaparecimento da doença.

Os 28 pediatras presentes assistiram às palestras: Carmem Silvia Bruniera Domingues abordou a situação atual da doença no Estado de São Paulo, Lilian dos Santos Rodrigues Sadeck tratou da abordagem neonatal e Silvia Regina Marques enfocou os desafios no tratamento e seguimento da sífilis congênita. No final da reunião, os presentes esclareceram dúvidas e conversaram com os professores.

 

Fotos: SPSP

Lilian dos Santos Rodrigues Sadeck, vice-presidente da SPSP e presidente do Departamento de Neonatologia da SPSP, na abertura do evento.

Lilian dos Santos Rodrigues Sadeck, vice-presidente da SPSP e presidente do Departamento de Neonatologia da SPSP, na abertura do evento.

 

Participantes do Café da Manhã com o Professor.

Participantes do Café da Manhã com o Professor.

 

Os presentes esclarecem suas dúvidas com as palestrantes no final do encontro.

Os presentes esclarecem suas dúvidas com as palestrantes no final do encontro.

 

Da esquerda para a direita: Maria Fernanda Branco de Almeida, secretária geral da SPSP; Silvia Regina Marques, presidente do Departamento de Infectologia da SPSP; Lilian dos Santos Rodrigues Sadeck, vice-presidente da SPSP e presidente do Departamento de Neonatologia da SPSP; Carmem Silvia Bruniera Domingues, coordenadora das Ações para Eliminação da Transmissão Vertical do HIV e da Sífilis do Programa Estadual DST/Aids São Paulo; Maria Clara Gianna, coordenadora do Programa Estadual de DST/AIDS de São Paulo; e Daniela Vinhas Bertolini, infectologista pediátrica.

Da esquerda para a direita: Maria Fernanda Branco de Almeida, secretária geral da SPSP; Silvia Regina Marques, presidente do Departamento de Infectologia da SPSP; Lilian dos Santos Rodrigues Sadeck, vice-presidente da SPSP e presidente do Departamento de Neonatologia da SPSP; Carmem Silvia Bruniera Domingues, coordenadora das Ações para Eliminação da Transmissão Vertical do HIV e da Sífilis do Programa Estadual DST/Aids São Paulo; Maria Clara Gianna, coordenadora do Programa Estadual de DST/AIDS de São Paulo; e Daniela Vinhas Bertolini, infectologista pediátrica.