SPSP promove evento para debater mudanças no Programas de Residência Médica em Pediatria

SPSP-Sociedade de Pediatria de São Paulo
Texto divulgado em 18/08/2017

 

No dia 11 de agosto, foi realizado na sede da Sociedade de Pediatria de São Paulo o “Encontro dos Coordenadores dos Programas de Residência Médica (PRM) em Pediatria do Estado de São Paulo”. O evento teve o objetivo de debater aspectos relacionados à mudança no tempo de formação de especialistas dos Programas de Residência Médica em Pediatria de dois para três anos e os novos cenários de prática e aprendizado.

O Encontro contou com a presença de coordenadores dos PRM em Pediatria de todo Estado de São Paulo e com palestras de especialistas no assunto.

Na palestra “Contribuições do maior processo seletivo de Residência Médica do país”, a Dra. Irene Abramovich, representante da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, apresentou um panorama da situação atual do programa de residência no estado, demonstrando o quanto o aumento do tempo do programa de dois para três anos tornará os custos ainda maiores para a Secretaria. Além disso, ela alertou para a importância de se discutir a organização do Sistema de Saúde, uma vez que o interesse pela Pediatria vem diminuindo entre os recém-formados.

Já na palestra “Novo currículo – Programa de Residência Médica em Pediatria 3 anos”, a Dra. Ana Cristina Ribeiro Zöllner, diretora de Ensino e Residência Médica da SPSP, apresentou as especificações do novo currículo. “Todo conhecimento de qualidade é necessário. Entretanto, muito preocupa a situação atual do país e a forma como os gestores veem esta mudança no ensino do especialista na Pediatria”, argumentou Ana Zöllner.

Durante o debate, Dr. Claudio Barsanti, presidente da Sociedade de Pediatria de São Paulo, discorreu sobre a importância da residência médica na formação de profissionais devidamente qualificados para o exercício de uma Pediatria de excelência. Destacou ainda a importância da SPSP na discussão e formulação de planos e estratégias na defesa dos residentes e dos Pediatras, em problemas como a alta carga de trabalho, as condições precárias de alguns centros de atenção, além do aumento das agressões sofridas pelos médicos.

Por fim, o representante da Comissão Estadual de Residência Médica, Dr. Adnan Neser, lembrou da importância de se debater amplamente as mudanças uma vez que, na opinião dele, nem todas as instituições teriam condições econômicas de colocar em prática tais mudanças, devido ao acréscimo financeiro.

 

Assista ao evento completo no canal no Youtube da Sociedade de Pediatria de São Paulo 

 

Fotos: SPSP

Da esquerda para direita: Dr Adnan Neser, representante da Comissão Estadual de Residência Médica, Dr Claudio Barsanti, presidente da SPSP, Dra Irene Abramovich, representante da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e Dra Ana Cristina Ribeiro Zöllner, diretora de Ensino e Residência Médica da SPSP.

 

Dr Claudio Barsanti, Dra Ana Cristina Ribeiro Zöllner e Dr Adnan Neser

 

Público assistem às palestras