Pneumologia Pediátrica no Consultório

COORDENADORES Veja a relação de todos os livros
Sonia Mayumi Chiba
Alfonso Eduardo Alvarez
Lenisa Scarpel de M. Bolonetti 

Para maiores informações sobre a Série Atualizações Pediátricas:
Tel: (11) 3284-0308
Email: atendimento@spsp.org.br

SUMÁRIO
Seção 1. A consulta pediátrica

  1. Cuidados importantes na anamnese e no exame físico

Seção 2. Como abordar os sinais e sintomas mais frequentes no consultório

  1. Tosse aguda, intermitente e crônica
  2. Sibilância
  3. Estridor
  4. Taquipneia e dispneia
  5. Cianose
  6. Engasgos

Seção 3. Diagnósticos clínicos mais frequentes em pneumologia pediátrica

  1. Asma na infância
  2. Lactente sibilante: abordagem diagnóstica e terapêutica
  3. Bronquiolite viral aguda: como conduzir
  4. Complicações das infecções virais: bronquiolite obliterante
  5. Pneumonia adquirida na comunidade: dificuldades com diagnóstico e tratamento
  6. Pneumonias agudas complicadas: como conduzir?
  7. Pneumonias de repetição: como investigar e tratar?
  8. Bronquite bacteriana protraida: uma doença pouco conhecida
  9. Refluxo gastroesofágico e processos aspirativos: opções diagnósticas e terapêuticas
  10. Apneia obstrutiva do sono
  11. Displasia broncopulmonar
  12. Tuberculose: realidade brasileira
  13. Alergia alimentar e doença respiratória: uma associação cada vez mais frequente?
  14. Fibrose cística
  15. Fibrose cística: tratamento
  16. Discinesia ciliar primária
  17. Malformações pulmonares: quando suspeitar?
  18. Tabagismo passivo: o papel do pediatra na abordagem ao tabagismo

Seção 4. Exames complementares: suas indicações e limitações

  1. Radiografia
  2. Tomografia computadorizada
  3. Função pulmonar em pediatria
  4. Exames de triagem para avaliação de alergia e imunodeficiências em pediatria

Seção 5. Recursos terapêuticos em pneumologia pediátrica

    1. Medicamentos mais utilizados
    2. Oxigenoterapia: indicações e formas de administração
    3. Cuidados de fisioterapia para crianças e adolescentes com fibrose cística
    4. Fonoaudiologia: quando indicar?